Entendendo o dinheiro e como funcionam as criptomoedas

A maioria das pessoas já ouviu o ditado “o dinheiro faz o mundo girar”, pelo menos algumas vezes na vida.

A base para o dinheiro é a troca de bens e serviços entre duas partes.

Em vez de trocar bens ou serviços, as pessoas agora tendem a trocar dinheiro quando querem comprar ou vender algo.

Até mesmo as fichas de cassino são exemplos de como as pessoas pegam um item específico, atribuem um valor financeiro a ele e depois usam esse item para ganhar ainda mais riqueza.

Abaixo está um resumo de como o dinheiro funciona, juntamente com uma explicação sobre criptomoedas.
O básico do dinheiro

A melhor maneira de definir dinheiro é chamá-lo de meio de troca. As pessoas trocam bens ou serviços desde os primórdios da humanidade.

Se uma pessoa tem um item que a outra quer, enquanto a segunda pessoa tem um item que interessa à primeira, eles podem trocar esses bens para benefício mútuo. O problema com esse processo é que ele é complicado, impreciso e nem sempre escalável.

É aí que o dinheiro entra em cena.
Dinheiro de Mercadoria

A primeira forma de dinheiro como a conhecemos no mundo ocidental foi chamada de moeda-mercadoria. Os países usariam itens específicos, como peles de castor, milho seco ou outros itens desnecessários, e atribuiriam um valor financeiro a eles.

Ter esses itens permitiria que as pessoas negociassem com outras que também aceitassem essa forma de dinheiro-mercadoria. Os metais preciosos também desempenharam um papel na troca, com ouro, prata e cobre usados ​​para fazer backup do dinheiro-mercadoria.

Entendendo o dinheiro e como funcionam as criptomoedas

Eventualmente, nações como os Estados Unidos passaram para papel-moeda e moedas, a moeda que conhecemos hoje.
Dinheiro Simples

Quando avaliamos diferentes moedas ao redor do mundo e suas taxas de câmbio, não estamos discutindo dinheiro commodity. As moedas modernas são dinheiro fixo, o que significa que seu valor não é respaldado por outra mercadoria física.

Uma moeda plana, como o dólar dos Estados Unidos, o euro ou o iene japonês, obtém seu valor da oferta e da demanda. Quando os especialistas financeiros entenderam que commodities como o ouro eram recursos finitos, tornou-se necessário criar um sistema monetário diferente.

Uma mudança significativa nessa direção ocorreu em 1971, quando o dólar dos Estados Unidos foi retirado do padrão-ouro. Isso significava que uma pessoa não poderia mais resgatar um dólar em ouro, enquanto o preço do ouro e o dólar não tinham mais um vínculo específico.
Liquidez do Ativo

Quando você ouve as pessoas falando sobre riqueza e poupança, elas podem se referir à liquidez de um ativo específico. A razão pela qual o dinheiro fixo é tão útil é por causa de sua liquidez.

Uma pessoa pode entrar em um banco e sacar todo o saldo de sua conta, ou pedir um cheque para entregar a outra pessoa ou instituição financeira. Se você tiver dinheiro válido no bolso, provavelmente poderá resgatá-lo em qualquer lugar do mundo com um pouco de esforço.

Outros ativos, como propriedades ou joias, não são tão líquidos. Se você possui uma casa, mas não tem dinheiro, teria que vender sua casa para aumentar sua liquidez.
Entendendo as criptomoedas

O mercado de criptomoedas conquistou o mundo financeiro nos últimos anos. Uma criptomoeda é aquela que é apenas digital e não possui nenhum elemento físico.

Quando você está investindo em criptomoeda, está investindo em uma forma de dinheiro que funciona registrando transações em um livro digital. Ninguém pode falsificar ou substituir uma transação, o que adiciona muita segurança ao processo.

Os ledgers de criptografia são 100% públicos, sempre online e não envolvem o controle de nenhum banco central ou governo. Essas moedas, como Bitcoin ou Dogecoin, são protegidas por criptografia de ponta que é praticamente impossível de quebrar.

Entendendo o dinheiro e como funcionam as criptomoedas

Ninguém pode falsificar criptomoedas, o que significa que a falsificação não é um problema. Como são necessários muitos recursos para “minerar” cada bloco de criptomoeda, há uma quantidade finita no espaço digital. É por isso que a oferta e a demanda desempenham um papel importante no valor das criptomoedas, em relação umas às outras e às moedas regulares.

Aproximadamente 90% do Bitcoin que será criado já está presente, e é por isso que o preço de um único Bitcoin subiu de alguns centavos para dezenas de milhares de dólares nos últimos onze anos.
Criptografia de mineração

Muitas pessoas assumem que podem ficar ricas se gastarem todo o seu tempo minerando criptomoedas, mas esse quase nunca é o caso. Os recursos necessários para minerar um único Bitcoin são enormes e não podem ser replicados por computadores desktop ou laptop padrão.

Mesmo que alguém tivesse acesso a um computador poderoso, qualquer Bitcoin que eles mineram teriam que competir com o dinheiro que eles gastavam em eletricidade para alimentar esse computador. Lucrar com a mineração de criptomoedas só é possível para organizações muito grandes, não para pessoas comuns.
Praticando Negociação Segura

À medida que as pessoas aprendem mais sobre dinheiro e criptomoedas, ficam curiosas sobre como investir em Bitcoin ou outras criptomoedas. Embora essa ideia seja inteligente, pois você pode ganhar muito dinheiro investindo de forma inteligente em moedas, você deve ter cuidado.

As criptomoedas são conhecidas por quebrar rotineiramente em valores extremos, e é por isso que não são comumente usadas para transações financeiras. Eles também podem aumentar significativamente o preço em pouco tempo, levando alguns investidores sortudos a obter grandes lucros.

Comece pequeno se tiver curiosidade em investir em criptomoedas. Invista apenas uma quantia que você está feliz em perder, e então você pode avaliar sua capacidade de comprar e vender no momento ideal antes de fazer novos investimentos.

Entendendo o dinheiro e como funcionam as criptomoedas

Leave a Reply

Your email address will not be published.