Vantagens e riscos de investir em criptomoedas

As criptomoedas são ativos recentes e têm uma lógica de funcionamento muito sofisticada. Portanto, ainda existem muitas pessoas tentando entender melhor como operar com eles.

As moedas digitais têm algumas vantagens sobre as moedas físicas e outros meios de pagamento. O site Bitcoin.org lista o seguinte para Bitcoins:

Liberdade de pagamento: Com o Bitcoin, você pode enviar ou receber qualquer quantia instantaneamente em qualquer lugar.

Taxas baixas: Atualmente, os pagamentos feitos em moedas digitais são processados ​​com taxas baixas ou mesmo isentas. Haverá cobrança se o usuário desejar uma confirmação mais rápida das operações pelo sistema. Para o comércio em geral, existem serviços baseados em Bitcoins nos quais o processamento de vendas e transferência de valores é feito diariamente e a um custo inferior aos métodos tradicionais como PayPal ou redes de cartão de crédito.

Segurança: De acordo com o site Bitcoin.org, os pagamentos em Bitcoin podem ser feitos sem vincular as informações pessoais do usuário à transação. “Isso oferece forte proteção contra roubo de identidade”, diz ele. Outra vantagem é que o usuário pode proteger o dinheiro com backup e criptografia.

Transparente: Todas as informações sobre a oferta da unidade Bitcoin estão disponíveis no blockchain para qualquer pessoa. Ninguém, nem qualquer organização, pode controlar ou manipular o protocolo da moeda digital porque ele é criptografado. Como resultado, o núcleo do Bitcoin é reconhecido como confiável por ser neutro, transparente e previsível.

Vantagens e riscos de investir em criptomoedas

Quem aposta no mercado de moedas digitais, por outro lado, precisa estar atento a uma série de detalhes que são específicos desse segmento. Alguns deles são:

Grau de aceitação: Como um número relativamente pequeno de pessoas conhece e – menos ainda – usa moedas digitais, são poucos os estabelecimentos que aceitam essa forma de pagamento, conforme informa o site Bitcoin.org.

Volatilidade: Grandes ajustes de preços não são incomuns em moedas digitais como o Bitcoin. Isso exatamente porque, aos poucos, as criptomoedas vão ganhando visibilidade, o que atrai muitos novos usuários e acaba supervalorizando o ativo.

“Esses ajustes lembram bolhas especulativas tradicionais: a cobertura da imprensa excessivamente otimista provoca ondas de investidores novatos para empurrar o preço do Bitcoin para cima. A exuberância então atinge um ponto de inflexão e o preço finalmente despenca ”, explica Ulrich. Alguns analistas são céticos quanto a esse comportamento, enquanto outros acreditam que a maturação do mercado e do sistema tende a reduzir a volatilidade ao longo do tempo.

Segurança: Enquanto Bitcoin.org reforça a segurança como um aspecto positivo da moeda digital, Ulrich aponta que, se os usuários não forem cuidadosos, eles correm o risco de “apagar” ou perder seus Bitcoins. “Uma vez que o arquivo digital é perdido, o dinheiro é perdido, assim como o papel-moeda duro”, diz ele.

Ulrich explica que as carteiras com moeda digital podem ser protegidas por criptografia, mas que cabe ao usuário ativá-la. “Se um usuário não criptografar sua carteira, os Bitcoins podem ser roubados por malware”, diz ele. Da mesma forma, as trocas de moeda digital precisam se proteger de hackers – notícias de roubo acontecem ocasionalmente.

Cotações de criptomoedas: acompanhe as variações de preços das principais moedas digitais.

Vantagens e riscos de investir em criptomoedas

Como investir em criptomoedas

Existem algumas maneiras de investir ou adquirir Bitcoins e outras criptomoedas. É possível comprar cotas de fundos criptomoeda, negociá-los diretamente com uma corretora especializada (também conhecido como câmbio), aceitando as moedas digitais como forma de pagamento em algum negócio ou mesmo mineração.

Adquirir cotas de fundos é uma das formas mais simples. Em 2018, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) permitiu que fundos brasileiros fizessem investimentos indiretos em criptomoedas no exterior – comprando derivativos ou participações em outros fundos, por exemplo.

Os maiores especialistas do Brasil em criptomoedas ensinam como investir melhor nesta classe de ativos. Descubra o curso Cryptoinvestor.

Essas carteiras são distribuídas por corretoras e plataformas de investimento e algumas demandam investimentos de valor relativamente baixo (R $ 5 mil ou menos). Os fundos podem ser uma boa alternativa para quem quer se expor ao mercado de criptomoedas, mas não se sente seguro em fazer isso sozinho, pois quem decide e monitora os aplicativos é um gerente especializado.

Outra maneira relativamente simples de investir em Bitcoins e outras criptomoedas é por meio de um corretor especializado. Existem algumas casas no Brasil, chamadas de trocas, que oferecem esse tipo de serviço.

O primeiro passo é abrir uma conta na bolsa, preenchendo um cadastro com dados pessoais. Pode solicitar a apresentação de alguns documentos ou cópias dos mesmos para validação da identidade do investidor.

Algumas corretoras adotam mecanismos extras de proteção, além das senhas usuais, como tokens. Se for o caso do Exchange que você escolheu, será necessário fazer as ativações necessárias. Em seguida, basta transferir o dinheiro para a conta e começar a negociar.

Vantagens e riscos de investir em criptomoedas

Leave a Reply

Your email address will not be published.